236 650 600

Redes Sociais

Encerramento da estação dos CTT de Alvaiázere – esclarecimento à população

De forma a esclarecer a população Alvaiazerense sobre a matéria em título, vem a autarquia informar o seguinte:

O Município foi informado, de forma presencial e informal, da intenção da administração da empresa CTT - Correios de Portugal, S.A., uma sociedade totalmente privada desde 2014, vir a encerrar a estação de correios de Alvaiázere.

Não foi apresentado um horizonte temporal para a concretização dessa intenção, nem tão pouco existiram quaisquer outros contactos institucionais sobre esta matéria por parte daquela empresa, facto que se lamenta, por consagrar um desrespeito institucional para com a autarquia. Na referida reunião presencial e informal foi solicitado que os CTT informassem, por escrito, sobre a decisão de encerramento, justificando as razões para tal e dessem conta da data prevista para esse acontecimento. Tal comunicação nunca foi remetida para a autarquia. Na mesma reunião, o Município manifestou total desacordo com a decisão da empresa, tendo sido informada a autarquia que os CTT iriam implementar um modelo que garantiria que os serviços postais prestados na estação de correios iriam continuar a ser prestados integralmente à população, embora noutro local, não tendo a autarquia sido chamada a participar no processo de selecção do parceiro dos CTT. Portanto, o Município acautelou que não iria existir qualquer perda de serviços para os Alvaiazerenses. É inequívoco que o encerramento da estação de correios da vila de Alvaiázere, sede de concelho, representa mais um episódio que atenta contra a identidade dos Alvaiazerenses, tal como, no passado, representou o encerramento ou desclassificação de outros serviços de cariz público, pese embora, neste caso concreto, prestado por uma empresa privada. O Município lamenta profundamente que a decisão da administração da empresa CTT - Correios de Portugal, S.A., não tenha percepcionado o respetivo impacto negativo para as populações de territórios como o de Alvaiázere, do chamado interior, que se sentem, há vários anos, ostracizadas e estigmatizadas, sendo inevitável que o encerramento do edifício dos correios, pelo seu carácter simbólico, contribua ainda mais para agudizar estes sentimentos. Todavia reitera-se e sublinha-se a garantia dada pela CTT - Correios de Portugal, S.A., de que não haveria qualquer prejuízo para a população Alvaiazerense, na medida em que os serviços se manteriam exactamente os mesmos até agora prestados. Mais do que o simbolismo inerente ao encerramento de qualquer edifício, a salvaguarda da qualidade dos serviços de cariz público (sejam eles prestados por entidades públicas ou privadas), deve ser a primeira e última preocupação da Câmara Municipal, enquanto representante dos seus Munícipes. A autarquia está, pois, atenta e intervirá, no quadro das suas competências, se os pressupostos de manutenção da qualidade dos serviços garantidos deixarem de se verificar.

Categoria:

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência online!