236 650 600

Redes Sociais

Município e ADECA formalizam criação da IGP “Chícharo de Alvaiázere”

O Município de Alvaiázere, em parceria com a ADECA – Associação de Desenvolvimento Integrado de Alvaiázere, está a promover a criação da Indicação Geográfica Protegida (IGP) “Chícharo de Alvaiázere, com o intuito de valorizar este recurso endógeno do concelho e da região.

 Assim, a ADECA, na qualidade de agrupamento gestor, entidade que congrega e representa os produtores de chícharo, formalizou já, junto da Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro, o respetivo pedido, iniciando-se, desta forma, o processo burocrático de criação e registo da IGP “Chícharo de Alvaiázere”, que, depois de aprovado pelos organismos nacionais do setor, terá ainda que ser alvo de análise por parte da União Europeia.


A área geográfica de produção do “Chícharo de Alvaiázere” é circunscrita ao território calcário sob influência da Serra de Sicó, compreendendo os concelhos de Alvaiázere (todas as freguesias), Ansião (todas as freguesias) e Pombal (freguesia de Abiul, Pelariga, Pombal, Redinha e Vila Cã) do distrito de Leiria, e Condeixa-a-Nova (freguesias de Condeixa-a-Velha e Condeixa-a-Nova, Ega, Furadouro, Vila Seca e Zambujal), Penela (freguesias de Cumieira, Espinhal, Podentes e São Miguel, Santa Eufémia e Rabaçal) e Soure (Tapéus e Degracias e Pombalinho) do distrito de Coimbra.


Desta forma, todos os produtores de chícharo desta área territorial têm a possibilidade de produzir e comercializar esta leguminosa com o selo IGP, uma garantia de identidade e autenticidade de produto, que possibilitará abrir novos canais de escoamento e aumentar o valor do chícharo ao longo de toda a fileira, desde a produção até à comercialização do produto.

Categoria:

Este site utiliza cookies para melhorar a sua experiência online!